quinta-feira, 16 de julho de 2009

"No teu deserto"

No teu deserto, relata uma viagem feita há vinte anos ao deserto do Sahara, onde conheceu uma mulher, Cláudia, que já morreu.

“No Teu Deserto” Quase Romance de Miguel Sousa Tavares
Edição/reimpressão: Julho de 2009
Páginas: 128
Editor: Oficina do Livro

Há viagens sem regresso nem repetição.

Excertos:
“Esta história que vos vou contar passou-se há vinte anos. Passou-se comigo há vinte anos e muitas vezes pensei nela, sem nunca a contar a ninguém, guardando-a para mim, para nós que a vivemos. Talvez tivesse medo de estragar a lembrança desses longínquos dias, medo de mover, para melhor expor as coisas, essa fina camada de pó onde repousa, apenas adormecida, a memória dos dias felizes.”

«Éramos donos do que víamos: até onde o olhar alcançava, era tudo nosso. E tínhamos um deserto inteiro para olhar.»

«Ali estavas tu, então, tão nova que parecias irreal, tão feliz que era quase impossível de imaginar. Ali estavas tu, exactamente como te tinha conhecido. E o que era extraordinário é que, olhando-te, dei-me conta de que não tinhas mudado nada, nestes vinte anos: como nunca mais te vi, ficaste assim para sempre, com aquela idade, com aquela felicidade, suspensa, eterna, desde o instante em que te apontei a minha Nikon e tu ficaste exposta, sem defesa, sem segredos, sem dissimulação alguma.»

«Parecia-me que já tínhamos vivido um bocado de vida imenso e tão forte que era só nosso e nós mesmos não falávamos disso, mas sentíamo-lo em silêncio: era como se o segredo que guardávamos fosse a própria partilha dessa sensação. E que qualquer frase, qualquer palavra, se arriscaria a quebrar esse sortilégio.»

«Eu sei que ela se lembra, sei que foi feliz então, como eu fui. Mas deve achar que eu me esqueci, que me fechei no meu silêncio, que me zanguei com o seu último desaparecimento, que vivo amuado com ela, desde então. Não é verdade, Cláudia. Vê como eu me lembro, vê se não foram assim, passo por passo, aqueles quatro dias que demorámos até chegar juntos ao deserto.»

Frases do livro que gostei:
“-A terra pertence ao dono, mas a paisagem pertence a quem a sabe olhar.” Pág.51

“A coisa mais difícil e mais bonita de partilhar entre duas pessoas é o silêncio.” Pág.97

“Escrever é usar as palavras que se guardaram: se tu falares de mais, já não escreves, porque não te resta nada para dizer.” Pág.100

Autor:
Miguel Sousa Tavares, 57 anos, actualmente cronista do Expresso e comentador da TVI, é um dos autores mais lidos em Portugal.

Em entrevista à imprensa, Miguel Sousa Tavares descreveu a obra como uma quase-carta, um quase-romance e no qual assume, pela primeira vez, uma voz masculina e uma voz feminina.

Opinião:
Adquiri este livro à hora de almoço e nesse dia à noite realizei a sua leitura.
Realmente só lamento que este livro tenha pouquinhas páginas e termine tão depressa.
O livro é sobre uma história de amor, durante uma viagem ao deserto do Sahara, mas ao mesmo tempo também é um livro de observações, descrições e recordações.
Gostei muito da história, esta escrita com sentimento profundo.

Leitura terminada a 14/07/2009

7 comentários:

  1. Olá!

    Este também já está na minha lista ( que é enorme) de livros para ler. Gostei muito da tua opinião. Vou adquiri-lo da próxima vez que tiver oportunidade.

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  2. Oiii Marta! Que delícia seu blog, vários livros para compartilhar! Linkei você lá no Compartilhando Leituras! Um grande beijo!

    Adorei as frases que você gostou do livro, adoro também destacar as frases!!!

    Um bom dia...bjs!!!

    ResponderEliminar
  3. Nossa, que livro legal! Fiquei com uma super vontade de ler!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  4. :) Olá!
    Já o fui comprar!!!
    Assim que terminar o que estou a ler já lhe pego!
    Bjoca

    ResponderEliminar
  5. Olá meninas

    Realmente este livro é daquelas histórias que se lê mais do que uma vez e muitas outras vezes...
    E que deve fazer parte da nossa estante.

    Boas leituras para vocês, beijica

    ResponderEliminar
  6. Olá! Gostei muito do teu blog, parabéns! Virei cá mais vezes! Espero poder comprar este livro em breve, estou muito curiosa. Boas leituras!

    ResponderEliminar
  7. Olá marcia

    Fico aguardar então a tua aquisição/leitura e opinião. Beijinho e boas leituras

    ResponderEliminar