quinta-feira, 18 de outubro de 2012

"Responde-me"

Responde-me
de Susanna Tamaro
Edição/reimpressão: 2001
Páginas: 176
Editor: Editorial Presença
Coleção: Grandes Narrativas

Sinopse
Este título de Susanna Tamaro, que sai praticamente em simultâneo com a edição italiana, era há muito aguardado com expectativa. Constituído por três histórias, encena viragens dramáticas, e de certa forma fundamentais, na vida de cada homem ou mulher em busca de um sentido para a existência. Entre as personagens, muitas são crianças expostas a condições de grande violência e abandono, e em todas transparece um desespero extremo, mas também um extraordinário sentido de responsabilidade perante o facto de estar vivo.
Existe aqui um fio condutor, uma continuidade, que permite à autora explorar os abismos sombrios e os cumes luminosos da natureza humana. E ela fá-lo sem medo, sem contemplações, extraindo deles uma formidável energia que pode ser pura destruição, mas que Tamaro, quase alquimicamente, transforma em energia amorosa e criadora.

Imprensa
"três histórias, três mensagens fortes e um mesmo cão presente em todas! marcante sem dúvida"
por João Tavares, em 17/9/2011

Susanna Tamaro nasceu em Trieste, Itália, no ano de 1957. Formou-se em Realização no Centro Experimental de Cinematografia de Roma. Durante dez anos trabalhou para a televisão como realizadora de documentários científicos. Atualmente, é uma das escritoras italianas mais conhecidas e aclamadas em todo o mundo, e o conjunto da sua obra, que inclui títulos bem conhecidos do público português - Vai Aonde Te Leva o Coração, Com a Cabeça nas Nuvens, Para Uma Voz Só, Escuta a Minha Voz ou Regresso a Casa - vendeu vários milhões de exemplares à escala mundial.

Outras Obras
Com a cabeça nas nuvens;
Para uma voz só;
O cavaleiro Lua Cheia;
Vai aonde te leva o coração;
O menino que não gostava de ler;
Um lugar mágico;
A alma do mundo;
Um respirar tranquilo;
Querida Mathilda, não vejo a hora do homem caminhar; T
obias e o anjo;
Regresso a casa;
Responde-me;
O fogo e o vento;
Um país para lá do azul do céu;
Cada palavra é uma semente;
Escuta a minha voz;
Luisito, uma história de amor;
Um Companheiro Inesquecível;
A Grande Árvore;
Para Sempre

Excertos
"Já tinha ouvido dizer por várias vezes que o amor vence tudo, que o amor, se é que existe, é frágil. é tão Frágil que é quase invisível. E ser invisível e não existir é quase a mesma coisa. O fumo de um incêndio pode ver-se a quilómetros de distância, e o sinal das chamas permanece em todo o lado durante anos, mas o amor não se consegue ver nem a um palmo à frente do nariz." Pág. 37

“O amor é entregarmo-nos ao outro sem qualquer possibilidade de nos defendermos.” Pág. 60 “Por uma razão que a nossa pequena mente de homens desconhece, o Céu chama muitas vezes a si os seus filhos mais luminosos, interrompendo bruscamente o seu caminho terreno.” Pág. 127

“ A maioria das pessoas já não vive, espera apenas que a vida passe. Nesse caso, o que é a vida? Apenas um contentor de tempos livres para enganar o tédio.” (…)
“ Se temos de morrer, que sentido tem a vida? Cada homem que nasce deve redescobrir o sentido desta pergunta. E descobri-lo não significa tornarmo-nos donos de qualquer coisa, mas libertarmo-nos. Libertarmo-nos de todas aquelas coisas que trazemos na mochila, da avidez, da inveja. E sobretudo da ideia que temos de nós mesmos.” Pág.169

Opinião
O livro divide-se em três contos:
Responde-me;
O inferno não existe;
O bosque em chamas.
Todos estes contos relatam histórias de morte, espiritualidade, escolhas e perdão. A história ou é narrada pela vítima ou pelo agressor, consoante o conto. Mas no final de cada um, o leitor fica sempre com a mesma dúvida, ou seja, se de facto houve ou não algum agressor.

Classificação: 5/7 Muito Bom

1 comentário:

  1. Ola !

    Adoro o seu blog :)
    E gostaria que visitasse o meu site:
    http://cludiaa02.wix.com/alugue-um-livro

    Obrigada

    ResponderEliminar