quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

"A Prenda"

A Prendade Cecelia AhernEdição/reimpressão: 2009
Páginas: 268
Editor: Editorial PresençaColecção: Champanhe e Morangos

SinopseTodos os dias Lou Suffern, um arquitecto bem-sucedido de Dublin, travava uma batalha inglória com o relógio, na tentativa vã de responder às múltiplas solicitações profissionais, familiares e sociais. Vivia a um ritmo vertiginoso. O seu desejo de sucesso afastou-o do que era realmente importante na sua vida. E assim foram correndo os dias até àquela gelada manhã de terça-feira em que resolveu oferecer um café a Gabe, o sem-abrigo que costumava sentar-se perto da entrada do seu escritório. À medida que o Natal se aproxima e que Lou vai privando mais de perto com Gabe, a sua perspectiva do tempo vai-se alterando... Emocionante e divertida, esta narrativa onde está sempre presente o espírito de Natal, faz-nos reflectir sobre a importância do tempo e rever as prioridades na nossa própria vida.
Críticas de imprensa«Uma história mágica e encantadora.» The Guardian
«É uma história comovente.» Closer
«Uma história mágica, triste e enriquecedora.» Now

Autora
Cecelia Ahern é formada em Jornalismo e Comunicação. Aos vinte e um anos escreveu o seu primeiro romance, P. S. – Eu Amo-te, um imediato e estrondoso sucesso publicado em mais de 40 países, que liderou as listas de bestsellers na Irlanda, Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha e Holanda, e deu origem ao filme com o mesmo nome. Todos os seus romances seguintes – Para Sempre, Talvez, Se Me Pudesses Ver Agora e Um Lugar Chamado Aqui - receberam um acolhimento entusiástico e alcançaram o estatuto de bestsellers. Alguns foram também adaptados ao cinema e valeram-lhe a atribuição de diversos prémios literários.

Excertos
«Esta história é sobre pessoas, segredos e tempo. Sobre pessoas que, à semelhança dos embrulhos, escondem segredos, que se cobrem de camadas até aparecerem as pessoas certas, que as podem desembrulhar e ver o seu interior. Por vezes, temos de nos dar a alguém para podermos ver quem somos. Por vezes, temos de desembrulhar as coisas, para chegar ao seu âmago.» Pág 19

"(...) Cada segundo que passa deixa a sua marca da vida de cada pessoa, e depois avança silensiosamente, desaparecendo, discretamente, sem fazer alarido, evaporando-se no ar, como o vapor que se escapa de um pudim de Natal acabadinho de sair do forno. Muitas vezes reconforta-nos e, quando o nosso tempo acaba, também nos deixa frios. O tempo é mais precioso que o ouro, mais precioso que os diamantes, mais precioso que o petróleo ou que quaisquer outros tesouros valiosos. É um tempo que não nos chega, é o tempo que provoca as guerras nos nossos corações e por isso temos de o gastar com sensatez.
O tempo não pode ser embrulhado e decorado com fitas e deixado debaixo das árvores para a manhã de Natal.
O tempo não pode ser dado. Mas pode ser partilhado
."
Pág 264

Opinião
Este é o quarto livro que leio da autora e mais uma vez não me desiludi. “ A Prenda” é um livro que nos conta a história de Lou e do rapaz do peru, mas na verdade são histórias simples, sem nada de especial, não são aquelas histórias que nos prendem à leitura e nos fazem fazer noitadas para ler mais e mais.
As histórias decorrem na véspera de Natal e o espírito natalício é bem notório ao longo da leitura. Lou Suffern, é um homem que só vivi para o trabalho, para a carreira, para a progressão, esquecendo a sua família (mulher, filhos, pais, irmãos, amigos….) pode-se dizer que é um homem com as prioridades completamente trocadas, pois vivi e só vivi para o trabalho. Mas um dia à entrada do escritório resolve oferecer um café a um mendigo, após esse dia, o seu dia-a-dia começa a sofrer alterações…
O livro apesar de não ser daqueles arrebatadores, tem muita magia e o mais importante é que tem muito significado, transmitimos muitas mensagens, faz-nos reflectir, pensar bastante na vida que levamos, no nosso comportamento perante a família…
Termina com uma mensagem muito, muito importante e é nesse momento da leitura, que o leitor o considera muito especial.

Leitura terminada a 31/01/2011
Classificação: 4/7 Bom

video